SAIU NA IMPRENSA






















KATIA VELO
http://www.guiasjp.com.br/

+ ARTES

22/05/2010
Olha O JACARÉ está por aqui!
A peça de teatro de bonecos gigantes, O Jacaré, ganhador do prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2009, esteve em Paranaguá no dia 20 de maio.

As próximas apresentações são:
24 de maio - Araucária
25 de maio - São José dos Pinhais
26 de maio - Tijucas do Sul
27 de maio - Pinhais
28 de maio - Curitiba

O Instituto MMAIS apoiou o Joelson e a Tadica, do Projeto O Boneco e a Sociedade, na fase de envio de documentos, quando concorreram ao prêmio da Funarte.
O Projeto é em São José dos Pinhais porque foi desenvolvido durante três gestões anteriores.

O próprio grupo de teatro criou, confeccionou, produziu o espetáculo e são os manipuladores dos bonecos também.

Essas apresentações são a contrapartida do grupo para o Ministério da Cultura/Funarte e são dirigidas para o público escolar. Mas a peça vale a pena para qualquer idade.

Os bonecos contam com recursos técnicos de articulações inéditas, sendo uma inovação do gênero no cenário teatral brasileiro.

Eles estão abertos a contratos de apresentações em qualquer lugar do Brasil. Para contatos: 41 - 3383-3161

FONTE:
http://obonecoeasociedade.blogspot.com/2010/05/espetaculo-o-jacare-processo-de.html



Prefeitura de Colombo realiza oficina de confecções de Bonecos Gigantes

Professores da rede municipal de ensino participaram da aula que teve a importante parceria da Cia dos Ventos



Professores da rede municipal de ensino participaram na última quinta-feira (29), da oficina de confecções de Bonecos Gigantes que foi realizada no Ginásio de Esportes Gilmar Antonio Pavin, localizado no centro de Colombo.

Ministrada pelo diretor e integrante da Cia dos Ventos, Joelson Cruz, o objetivo da oficina, segundo a diretora do Departamento de Cultura do município, Marinei Vidolin, foi oportunizar aos professores, maior contato com a técnica da construção de bonecos a partir de recicláveis, sob a ótica de um profissional de reconhecimento nacional na área. “Foi um momento muito oportuno aos participantes, que poderão expandir, dentro das salas de aula, todo conhecimento e técnica adquirida durante o curso”, destacou.

Na oportunidade, foi realizado um sorteio entre as escolas e cmei`s participantes da oficina, onde oito foram escolhidos para levarem seus alunos assistirem o espetáculo infantil com bonecos gigantes "O JACARÉ" produzido pela Cia dos Ventos, que será apresentado no dia 12 de maio a partir das nove horas no Parque Municipal da Uva.

Confira os sorteados:

- Escola Municipal Jucondo D`Agostin
- Escola Municipal André Nadolny
- Pe. Ângelo Alegrini
- João Batista Stocco
- José Frederico Paulo Weigert
- Gabriel D`Anúncio Strapasson
- Cmei Branca de Neve
- Cmei Cinderela

Foto: Gilberto Espíndola

Clique para acessar o site

Página customizada para impressão.


Prefeitura Municipal de Colombo


Versão para Impressão do site
www.colombo.pr.gov.br


Alunos da rede municipal assistem ao espetáculo infantil “O Jacaré”
Informação publicada em: 13/05/2010 14:51:24 h



Na manhã da última quarta-feira (12), alunos da rede municipal de ensino de Colombo se reuniram no Parque Municipal da Uva, localizado na sede da cidade, para assistirem o espetáculo infantil “O Jacaré”, produzido pela Cia dos Ventos e dirigido por Joelson Cruz.

Na oportunidade, o prefeito J. Camargo destacou a importância das atividades culturais para o desenvolvimento pessoal e social de cada cidadão. “Desde que assumi a administração municipal me preocupo muito com a formação de nossas crianças. Pensando nisso, juntamente com uma equipe maravilhosa, estamos investindo fortemente também no setor cultural, no intuito de proporcionar, além de lazer e entretenimento, um momento de reflexão na abordagem de cada tema, no caso de hoje a história do Jacaré”, disse.

Segundo a diretora do Departamento de Cultura da cidade, Marinei Vidolin, os alunos que assistiram ao espetáculo foram contemplados por meio de sorteio, realizado no dia 29 de abril, durante a participação dos professores na oficina de confecções de bonecos gigantes. “O objetivo do evento foi propiciar mais uma vez, o acesso a atividades culturais, além de aproximar a técnica de manipulação de bonecos”, disse.

Marinei destaca que o momento da apresentação da peça teatral, que contou com personagens que variavam de três metros de altura e oito metros de comprimento, foi emocionante. “Muitas das crianças nunca haviam assistido a um espetáculo teatral. Foi uma ocasião mágica e com certeza será inesquecível para todos que participaram”, enfatizou.

Sinopse do espetáculo:
O espetáculo “O Jacaré” tem texto e direção de Joelson Cruz, produção da Cia dos Ventos, e conta a história do dia-a-dia de seis animais que vivem numa floresta. Desde que o Jacaré, personagem condutor de toda trama, muda-se para aquela região, a vida das outras personagens (Anta, Macaco, Jabuti, Sapo e Tamanduá), torna-se um caos.

O espetáculo fala sobre o nascimento do dia e da noite numa visão indígena mostrando a relação dos personagens com a preservação do Meio Ambiente. Fala também sobre o poder, onde o Jacaré tenta sobrepujar pela sua força física os outros animais, numa reflexão sobre o convívio e a sociabilidade dos habitantes daquela floresta. Toda essa trama é conduzida com várias músicas cantadas ao vivo.

Fotos: Elio de Andrade


Prefeitura Municipal de Colombo - Rua XV de Novembro N°105 CEP: 83.414-000


__________________________________________________________________________________


Notícias

Espetáculo "O Jacaré" movimentou a Praça Maria Antonieta em Pinhais

POSTADO EM 28/05/2010
Peça com bonecos gigantes animou a criançada e a comunidade na Praça Maria Antonieta
Cerca de 400 crianças da rede municipal de ensino de Pinhais se encantaram na manhã de ontem (27), na Praça Maria Antonieta, com o espetáculo de bonecos gigantes "O Jacaré". A ação foi uma parceria artística cultural entre a Secretária de Educação de Pinhais e o projeto O Boneco e a Sociedade da Cia dos Ventos, que também proporcionou uma oficina de confecção de bonecos a professores e artistas no dia cinco de maio.
O espetáculo é ganhador do Prêmio Myriam Muniz, oferecido anualmente pela Fundação Nacional de Artes. O projeto contemplado tem como contrapartida a realização de um roteiro de apresentações em dez municípios do Paraná. "Tivemos o prazer de receber esta bela ação no município, que disponibilizou capacitação aos professores e uma manhã de diversão e cultura para as nossas crianças", comentou a secretária de Educação, Rosa Maria.
Além de envolver os alunos, o espetáculo também chamou a atenção da comunidade local que se reuniu na praça para ver a apresentação dos bonecos gigantes.
MAIS FOTOS

http://www.pinhais.pr.gov.br/News7content1204.shtml

_________________________________________________________________________________

Espetáculo de bonecos gigantes chega a Araucária nesta segunda-feira (24)














A peça “O Jacaré que comeu a noite ” é destinada ao público infantil e acontece no Parque Cachoeira, às 14h.


Nesta segunda-feira, dia 24 de maio, chega a Araucária um espetáculo de bonecos gigantes para uma apresentação única. A peça “O Jacaré que comeu a noite” é destinada ao público infantil, mas encanta a todos. A apresentação acontece no Parque Cachoeira, às 14h.

A peça faz parte de um projeto da companhia de teatro Cia dos Ventos, de São José dos Pinhais que há quatorze anos trabalha com o tema Bonecos e a sociedade, e possui varias ações que envolvem desde a formação e produção artística até a apresentação dos espetáculos.

Serviço:
Parque Cachoeira
Rua Ceará, 65, Bairro Iguaçu
Horário: 14hhttp://smedaraucaria.blogspot.com/2010/05/espetaculo-de-bonecos-gigantes-chega.html

________________________________________________________

PARANAGUÁ NotíciasQuinta-feira, 20 de Maio de 2010

Alunos da rede municipal assistem a um espetáculo de bonecos gigantes

Teatro de bonecos gigantes foi apresentado a alunos da rede municipal de ensino na tarde desta quinta-feira


Bonecos gigantes durante a peça " O Jacaré"


Joelson Cruz, diretor e autor do espetáculo

Cerca de 300 alunos das escolas municipais ficaram maravilhados com o espetáculo infantil “O Jacaré”

Durante a tarde desta quinta-feira, 20, cerca de 300 alunos das escolas municipais Suli da Rosa Vilarinho, Gabriel de Lara, Graciela Almada Dias, Iracema dos Santos, Luiz Vaz de Camões, Manoel Viana, e alunos da banda mirin puderam assistir ao espetáculo teatral “O Jacaré”.

A peça faz parte de um projeto da companhia de teatro Cia dos Ventos, de São José dos Pinhais que há doze anos trabalha com o tema Bonecos e a sociedade, e possui varias ações que envolvem desde a formação e produção artística até a apresentação dos espetáculos.

“É com muito prazer que eu volto a Paranaguá, a primeira vinda da companhia a cerca de duas semanas foi para ensinar os professores municipais das Escolas Integrais a criar bonecos e hoje com a apresentação do espetáculo”, disse Joelson Cruz diretor e autor do espetáculo.

Para a diretora da escola Suli, Malak Said, uma apresentação como esta enriquece muito a cultura das crianças “É importante que a secretaria realize essas parcerias, as crianças adoram”, disse a diretora.

O espetáculo infantil feito com bonecos gigantes utiliza uma técnica inédita no país e conta a história do desmatamento na floresta.


Jornalista: Thais Teixeira

_________________

Momento MMais

Todas as quartas, das 15h às 16h pela Rádio Comunitária de São José dos Pinhais - FM 98,3

18/05/2010


12 maio - O Jacaré – Prêmio Funarte Myriam Muniz de teatro

A peça "O jacaré" recebeu o Prêmio Funarte Myriam Muniz de teatro no final de 2009. O produtor Joelson Cruz concorreu com 2.053 inscritos de todo o Brasil, entre companhias, grupos, empresas, associações, cooperativas e artistas independentes. A peça é um espetáculo de rua com bonecos gigantes e as apresentações foram realizadas nos municípios de Curitiba, Região Metropolitana de Curitiba e Litoral. Com muita simpatia, o elenco da peça se reuniu e gravou conosco uma entrevista coletiva, contando sobre o trabalho, cantando as canções especialmente compostas, com bom humor (apesar de cansados)e disposição, afinal estreavam no dia seguinte! O Projeto Boneco e a Sociedade está sediado em São José dos Pinhais (Rua Isabel Redentora, 643 - tel. 3383-3161). O Instituto MMAIS em seu compromisso estatutário na "divulgação da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico", apoia os empreendedores que fazem a diferença em nossa terra.       
A equipe do programa: Silvia Bonk, Marina Okumura e Luciano Alves
                                                                         Veja mais sobre O Jacaré e a Cia dos Ventos em: http://obonecoeasociedade.blogspot.com/ ________________ O JACARÉ O JACARÉ * Postado: 2010-07-01T17:36:00.000Z * Duração: 0:23 * Visualizações: 15 * Categorias: Entertainment Tags:cia dos ventos jacaré comercial espetáculo teatro de bonecos Divulgação do espetáculo de rua com bonecos gigantes O JACARÉ da Cia dos Ventos. Prêmio Funarte ________________________________-
 http://www.quixoteart.com.br/noticias317.html
NOTÍCIAS














Coordenador do Projeto o Boneco e a Sociedade de São José dos Pinhais é contemplado no Prêmio Myriam Muniz da FUNARTE











Joelson Cruz, diretor e integrante da Companhia dos Ventos, que por hora está sediada na cidade de São José dos Pinhais na região metropolitana de Curitiba, foi contemplado no Prêmio de Teatro Myriam Muniz 2009 conforme divulgação feita no último dia 07 de outubro.O prêmio Myriam Muniz é promovido anualmente pela FUNARTE e incentivado com recursos da PETROBRÀS,.

Na lista dos projetos contemplados Joelson Cruz é um dos 86 felizardos. Seu trabalho concorreu com 2.053 inscritos de todo o Brasil, entre companhias, grupos, empresas, associações, cooperativas e artistas independentes. A peça "O jacaré" receberá um incentivo de R$80.000,00 para ser apresentada em diversas localidades.

O projeto selecionado pela Funarte é a montagem teatral da peça O Jacaré, um espetáculo de rua com bonecos gigantes e com apresentações previstas para 2010 nos municípios de Curitiba, Região Metropolitana de Curitiba e também Litoral paranaense. O prêmio é um merecido reconhecimento de um juri especializado de nível nacional, pelo trabalho de Joelson: dramaturgo, ator e diretor de teatro, que juntamente com a Tadica Veiga, mestre bonequeira, atriz e produtora, vêm desenvolvendo o projeto O Boneco e a Sociedade em São José dos Pinhais, há 10 anos.

O projeto o Boneco e a Sociedade foi mantido durante os últimos anos em parceria com a Prefeitura de São José dos PInhais, no entanto, por hora o projeto está sem apoiadores e deve sofrer mudanças. Nestes dez anos de trabalho o projeto O Boneco e a Sociedade foi responsável pela criação do Museu do Boneco Animado, o primeiro do gênero no país, pelo Ciclo de Popularização das Artes Cênicas nos bairros, pela Escola Livre de Teatro que teve em 2008, 940 alunos, pelo Carnaval do Boneco Animado, que teve em 2009, 12.000 espectadores e 2500 foliões da comunidade sãojoseense.




Joelson Cruz
_________________________

O Carnaval dos Bonecos da RMC comemora aniversário

Cintia Végas
Ciciro Back
Segundo o coordenador, Joelson Cruz, o Carnaval dos Bonecos este ano fará uma retrospectiva de todos os Carnavais já promovidos. "Serão levados para a rua bonecos utilizados em todos os anos, além de dezesseis inéditos", conta.
Não é só de bailes à fantasia e desfiles de blocos e escolas de samba que vive o Carnaval. Em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), a festa de Momo costuma ser comemorada de forma diferente, através de uma grande apresentação de bonecos. Este ano, no próximo dia 14, acontece no município a décima edição do Carnaval dos Bonecos, que já começa a se transformar em tradição. Às 21h, após a realização de um baile infantil e de um baile da família, cerca de cinqüenta bonecos de até cinco metros de altura devem desfilar pela Rua Veríssimo Marques, na região central. "Este ano, como estamos comemorando dez anos de desfile, devemos realizar uma retrospectiva de todos os carnavais já promovidos. Serão levados para a rua bonecos utilizados em todos os anos, além de dezesseis inéditos. A idéia é de que o desfile seja uma verdadeira festa de aniversário", comenta o coordenador do Carnaval dos Bonecos, Joelson Cruz.
O desfile dos bonecos, que conta com o apoio da prefeitura municipal, é sempre realizado no final de semana anterior ao final de semana do Carnaval. Isto para que o evento de São José não concorra com outros realizados em Curitiba e no litoral. Ao assistir ao desfile na RMC, muita gente o compara ao desfile de bonecos gigantes que anualmente acontece em Olinda (PE). Porém, Joelson explica que as duas apresentações têm pouca coisa em comum. "Acho que, de semelhante, temos apenas o tamanho dos bonecos, pois eles têm diferentes técnicas de confecção. Em Olinda, são utilizados papel, gesso e madeira. Em São José, a base dos bonecos é de espuma. A intenção é que eles fiquem leves, mas sem perder a imponência. Além disso, utilizamos vários tecidos coloridos, alumínio e muito brilho, o que dá um ar bem carnavalesco", conta. A confecção dos bonecos, que tem início cerca de um mês antes da data do desfile, conta com a participação de integrantes do Projeto Boneco e Sociedade, criado em 1999, e de voluntários. "O Projeto Boneco e Sociedade visa transformar São José dos Pinhais em um centro de referência em teatro de bonecos no Brasil. Queremos inserir o boneco dentro da cultura popular e, ao mesmo tempo, criar uma identidade cultural específica no município". A estimativa é de que o desfile de 2009 atraia um público que varie de 20 mil a 30 mil pessoas. Nas apresentações, os bonecos costumam criar um clima bastante lúdico e conquistar a simpatia tanto de crianças quanto de adultos. Já os participantes do desfile devem totalizar 1.500 pessoas. Cada boneco gigante costuma ser conduzido por um único participante. Serviço Carnaval dos Bonecos. Dia 14 de fevereiro, as 21h, na Rua Veríssimo Marques, em São José dos Pinhais. Duração: cerca de 2h30. _____________________ http://www.brasilcultura.com.br/gestao-cultural/o-boneco-e-a-sociedade/

O Boneco e a Sociedade

Por
Marcelo Miguel
Quixote Art & Eventos
O projeto “O Boneco e a Sociedade” foi implantado no município de São José dos Pinhais/PR, região metropolitana de Curitiba, no ano de 1999, através de iniciativa da Prefeitura Municipal daquela cidade em parceria com a Cia. dos Ventos, grupo de teatro de bonecos do Paraná dirigido por Tadica Veiga e Joelson Cruz.
Através deste programa uma série de ações já foi implementada tais como o Museu do Boneco Animado, o primeiro do gênero no país, a Escola Municipal de Teatro – ELITE, o Carnaval de Bonecos Gigantes, além da própria revitalização e ocupação do Teatro Iguaçu e do Centro de Vivência João Senegaglia, em São José dos Pinhais entre outras ações.
Atualmente a escola de teatro municipal atende por ano em média, gratuitamente, cerca de 750 jovens com um curso de formação de três anos, enquanto o Museu do Boneco Animado, numa parceria com a Secretaria de Educação e através de visitas monitoradas recebe anualmente cerca de 15 mil pessoas.
Para a Secretaria Municipal de Cultura de São José dos Pinhais, Lucimar Zanon, o importante deste projeto e que ele não só trabalha no sentido de qualificar e capacitar a população local, como estimula a participação integrada entre a comunidade e o poder público local. 
Carnaval dos Bonecos
No último mês de fevereiro, o carnaval dos bonecos, realizado regularmente nos últimos sete anos, apresentou a maior escola de samba do Estado do Paraná, com cerca de 1.500 integrantes contando ainda com os carros alegóricos e os bonecos gigantes que participaram do desfile.
Todos os figurinos, adereços e alegorias foram confeccionados pelos alunos da escola municipal de teatro e pelos integrantes das oficinas de criação mantidas por este projeto. Foram aproximadamente 1.500 fantasias com os mais diversos detalhes.
São José dos Pinhais
O município de São José dos Pinhais é hoje um dos municípios que mais cresce no Estado do Paraná em virtude da chegada das grandes montadoras automobilística e da falta de espaço natural para a expansão populacional da capital do estado.
Assim, esta região apresenta hoje muitos dos problemas sociais inerentes aos grandes centros urbanos, mantendo, no entanto também, muitos dos costumes e tradições dos pequenos povoamentos e das pequenas cidades do interior do estado.
Por isso, o CENTRO CULTURAL JOÃO SENEGAGLIA abriga certamente o único teatro de toda região, sendo este o único espaço para espetáculos e para o atendimento de uma população de aproximadamente 300 mil habitantes além de suas outras funções e atividades.
A população dos bairros mais afastados de São José dos Pinhais, bem como, os alunos da rede pública de ensino do município, que ultrapassam a marca dos 40 mil alunos, as associações dos moradores, a comunidade em geral e até mesmo os integrantes de alguns sindicatos, já se habituaram em participar e utilizarem este espaço como referência na formação de artistas, técnicos e principalmente na formação de bonequeiros, principalmente após a implantação do projeto O Boneco e a Sociedade.
 _______________________________
 http://pautasjp.com/index.php?pagina=atualidades_noticias&id=1207

Idealizador do desfile de bonecos afirma retrocesso no Carnaval 2010
Personagens gigantes da cultura em geral deixam de ser o principal destaque após onze anos
15/01/2010 08:01
Personagens gigantes da cultura em geral deixam de ser o principal destaque após onze anos O PautaSJP.com publicou com exclusividade no início da semana, que os bonecos deixam de ser o principal produto cultural no desfile do Carnaval 2010 de São José dos Pinhais. Após onze anos, haverá um evento, considerado pela Secretaria Municipal de Cultura, como multi cultural. Um dos idealizadores das 10 edições do Carnaval de Bonecos, Joelson Cruz, considera a mudança um retrocesso. “Foram onze anos de produção de bonecos, como parte de um grande projeto, denominado o Boneco e a Sociedade. As oficinas e apresentações artísticas, com a participação dos alunos da Escola Livre de Teatro, tinham como ponto alto o carnaval. O que gerou um grande legado, de divulgação de São José dos Pinhais não só entre os artistas e públicos em geral do Paraná, mas entre diversas cidades do Brasil. Até mesmo em Olinda, cidade famosa pela valorização dos bonecos, tivemos grandes elogios nestes vários anos de trabalho. Portanto, a palavra que vem à minha cabeça é um grande retrocesso”, diz Joelson Cruz. O idealizador do programa anuncia que o talento da cidade para os bonecos continua. “Em 2010 continuaremos a estruturar a nova sede de produção dos programas culturais, onde acontecerão muitos projetos. Recentemente fomos contemplados com recursos na ordem de R$ 570 mil, por meio do programa federal Pontão da Cultura, para a produção nos próximos três anos de muitas iniciativas com destaque para os bonecos”, fala o produtor cultural. Um dos nomes locais que acompanha diariamente a produção cultural são-joseense, é a artista plástica Katia Velo. Segundo ela, a ideia de renovação é sempre importante, mas pode gerar uma diminuição da propagação cultural. “Acredito que as intenções sejam as melhores possíveis. No entanto,  as políticas públicas infelizmente não primam pela continuidade de bons resultados em gestões anteriores. Os novos responsáveis pelo Executivo, buscam imprimir uma nova identidade, uma marca, ou seja, algo que deixe registrada a sua passagem naquela gestão. Isto ocorre em todas as estâncias, sendo municipal, estadual e federal, o que ocasiona, no mínimo, morosidade e gastos”, comenta Katia Velo Na última terça-feira (11), o PautaSJP.com procurou a secretária municipal de Cultura, Elisete Farias, para uma entrevista sobre a novidade, mas não houve retorno. [PautaSJP.com]


Joelson Cruz, no Carnaval de Bonecos do ano passado

Com o tempo o Carnaval de Bonecos ganhou um pré-desfile exclusivo para as crianças

 ______________________________
Cultura

Joelson Cruz e Tadica Veiga. Foto: Divulgação
A peça "O jacaré" receberá o patrocínio de R$80.000,00. Imagem: Divulgação
16/10/2009 Joelson Cruz é contemplado no Prêmio de Teatro Myriam Muniz 2009 A Fundação Nacional de Artes - Funarte, divulgou no dia 7 de outubro, a lista dos projetos contemplados pelo Prêmio de Teatro Myriam Muniz 2009 e Joelson Cruz é um dos 86 felizardos. Ele concorreu com 2.053 inscritos de todo o Brasil, entre companhias, grupos, empresas, associações, cooperativas e artistas independentes. A peça "O jacaré" receberá o patrocínio de R$80.000,00. O projeto que terá o patrocínio da Funarte é a montagem teatral da peça O Jacaré, um espetáculo de rua com bonecos gigantes e as apresentações estão previstas para 2010 nos municípios de Curitiba, Região Metropolitana de Curitiba e Litoral. É um merecido reconhecimento de um juri especializado de teatro a nível nacional, pelo trabalho de Joelson: dramaturgo, ator e diretor de teatro que juntamente com a Tadica Veiga, mestre bonequeira, atriz e produtora, vêm desenvolvendo o projeto O Boneco e a Sociedade em São José dos Pinhais, há 10 anos, trazidos pelo então Prefeito Setim, responsáveis pela criação do Museu do Boneco Animado, o primeiro do gênero no país, Ciclo de Popularização das Artes Cênicas nos bairros, Escola Livre de Teatro que teve em 2008, 940 alunos, Carnaval do Boneco Animado, que teve em 2009, 12.000 espectadores e 2005 foliões da comunidade sãojoseense. Infelizmente a atual administração municipal não quis renovar o contrato com a Companhia dos Ventos e o projeto atualmente está sem o patrocínio do governo municipal, causando a descontinuidade de alguns trabalhos, mas o projeto O Boneco e a Sociedade continua em novo endereço em São José dos Pinhais (Rua Isabel Redentora, 643 - tel. 3383-3161) e agora, em busca de patrocínios de outras esferas. O Instituto MMAIS apoiou o projeto, ajudando a formatar e enviar a Brasília para concorrer ao prêmio. O projeto contou também com o apoio do vereador Joel Almeida que ajudou na impressão dos trabalhos. O Instituto MMAIS em seu compromisso estatutário na "divulgação da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico", apoia os empreendedores que fazem a diferença em nossa terra. http://www.guiasjp.com/opcoes.php?option=5&pubb=0&tela=1024x768&option=5&click=44764&pubb=0 Publicado por: Katia Velo

 ________________________________

É Carnaval!

Geral - Capas



Carnaval: uma festa que atrai multidões

Como acontece todos os anos, os dias que antecedem o feriado cristão de quarta-feira de cinzas (este ano dia 17 de fevereiro) povos do mundo todo colocam para fora suas alegrias e fantasias para comemorar o carnaval. Originalmente celebrado pelos povos da Antiguidade, por meio de festas populares regada a comida farta e orgias, o carnaval ganha novos significados com o requinte dos bailes de máscaras e desfiles alegóricos até resultar num evento cultural e também comercial – como no Rio de Janeiro e São Paulo – ou simplesmente para extravasar e curtir com a família – e de forma mais simples e local – como o Carnaval de São José dos Pinhais.
Milhares de pessoas incorporam os mais diversos personagens e fantasias, como os tradicionais Pierrot, Arlequim e Colombina ou até com extravagantes fantasias à moda dos desfiles das Escolas de Samba do Rio de Janeiro e São Paulo. Mas vale também apenas se divertir em festas de clubes e casas de shows ou mesmo no litoral, como ocorre muito nos estados da Região Sul brasileira.
“Para mim a festa acontece na praia com os amigos e aproveitando até o último minuto. Nada de fantasia ou escola de samba, que na minha opinião não tem nada a ver com a nossa realidade. Mas curtir sim, e para isso basta imaginação e alegria”, disse o jovem Everton Gomes.
Há aqueles em que o carnaval não passa de um simples feriado, como declara a moradora do bairro São Domingos, Divanir Soares. “Não gosto de carnaval. É apenas um feriado que a gente pode curtir da forma que mais convir a cada um”, afirma.

  A origem do Carnaval no mundo e no Brasil

Na realidade, a origem do carnaval não é unânime entre os historiadores e especialistas no assunto. Há alguns que remontam a sua origem na Antiguidade, bem antes da Era Cristã, quando os povos mais remotos festejavam e cultuavam os seus deuses – como a deusa Ísis e o Touro Ápis, no Egito e os deuses Pã, Saturno (ou Cronos) e Dionísio (Baco) na Grécia e em Roma – para pedirem boas colheitas. Posteriormente, estas festas foram incrementadas com orgias e com a simbólica troca de papéis sociais, onde o escravo era o patrão e vice-versa.
Com o Cristianismo, o liberalismo sexual e as brincadeiras começaram a serem combatidos. No século XI, a Igreja Católica implanta no calendário litúrgico a Semana Santa, na qual os fiéis faziam quarenta dias de jejum e penitência – período chamado de Quaresma. O carnaval surge em contraste a estes dias de austeridade, tendo seu clímax na terça-feira, o “mardi gras” dos franceses (terça-feira gorda) – termo que hoje,  nos Estados Unidos, é sinônimo de carnaval.
O festa em forma de desfile de fantasias surge na sociedade vitoriana do século XIX e tem o seu auge em Paris, que serviu de modelo para os desfiles das Escolas de Samba do Rio Janeiro e São Paulo. Já a origem das requintadas fantasias e dos carros alegóricos surgiram do período do Renascimento, na Idade Média, principalmente dos famosos bailes de máscaras. Mas foi no século XV, por meio do Papa Paulo II, simpatizante das festas carnavalescas, é que os bailes e desfiles alegóricos ganham mais profusão artística, ao mesmo tempo que as manifestações de deboche, algazarra e liberalização sexual são reprimidas.
No Brasil, o carnaval tem sua origem com o entrudo português, que eram agressivas “batalhas” de rua, com água, ovos e farinha. Em 1641 provavelmente foi feito o primeiro carnaval brasileiro, no Rio de Janeiro – RJ, promovido pelo governador Salvador Correio de Sá e Benevides em homenagem ao restaurador do trono português, rei Dom João IV. A festa durou uma semana, logo após a Páscoa, com desfiles de rua, corridas, blocos de sujos e mascarados. Já o primeiro baile de máscaras brasileiro ocorreu a 22 de janeiro de 1840, no hotel Itália, no largo do Rocio, RJ.
Em 1928 surge a primeira Escola de Samba, a Deixa Falar. Foi ‘criada’ pelo sambista carioca Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na Estácio de Sá. O carnaval de rua manteve suas tradições originais na região Nordeste do Brasil. Nas cidades de Recife e Olinda, as pessoas saem às ruas durante o carnaval no ritmo do frevo. No Ceará a cultura carnavalesca é do maracatu. Na cidade de Salvador, existem os trios elétricos (que surgiram na década de 1950) bem como os blocos negros como o Olodum e o Ileyaê, além dos blocos de rua e do Afoxé. 
Arlequim, Pierrot, Colombina e Rei Momo

No carnaval não pode faltar os tradicionais personagens como o Arlequim, Pierrot, Colombina e Rei Momo.

Os três primeiros são uma herança do “commedia dell'arte”, do teatro popular italiano do século XVI. A Colombina representa uma empregada ou serva, sendo uma moça linda, inteligente, de humor irônico e que vira e mexe se metia em intrigas e fofocas. Ela era apaixonada pelo Arlequim, de trajes de retalhos coloridos geralmente em forma de losango, e amada em segredo pelo Pierrot, palhaço triste representado geralmente por roupas largas e brancas ou metade preta e metade branca.
Já o rei Momo tem sua origem no deus mitológico grego de mesmo nome. Momo era tão sarristas e festeiro que os deuses, não aguentando mais o chato colega-deus, o expulsão do Olimpo. O rei Momo é também uma alegoria (representação) do deus Dionício (ou Baco para os romanos), que era a atração principal dos cabanais, deus do vinho, das festas e da fartura. Dionísio era caracterizado por um deus gordo e festeiro.

  O fim da Era dos Bonecos Gigantes

Depois de dez anos do tradicional Carnaval dos Bonecos, São José dos Pinhais realiza no próximo dia 6 de fevereiro a festa popular de forma mais modesta e tendo como tema A Copa do Mundo e a Seleção Brasileira. “O carnaval tem que ser uma festa popular que represente o imaginário das comunidades. O ideal seria que cada bairro se organizasse e viesse a preparar a forma que pretende melhor se representar e se expressar. No Carnaval de São José dos Pinhais haverá uma ala de bonecos gigantes, mas de forma mais modesta”, declarou a secretária Municipal de Cultura, Elisete Farias.
Desde 2000, o Município formou um carnaval voltado para a criação e confecção de bonecos gigantes, que representaram personagens dos contos de fadas, da cultura e da história de São José dos Pinhais (como em 2005, em alusão Leopoldo Scherner, escritor, professor e poeta) e temas sociais (como em 2008 sobre Os Sonhadores da Paz). O projeto de marketing cultural, liderado por Joelson Cruz e Tadica Veiga, marcou SJP como referencia do gênero carnavalesco na Região Metropolitana de Curitiba – RMC.

 _____________________________
______________________________________   http://brisa.soylocoporti.org.br

Cultural Local: Carnaval dos Bonecos São José dos Pinhais

10o. Carnaval dos Bonecos (São José dos Pinhais/PR) Imagens do 9º. Carnaval dos Bonecos em SJP - “Sonhadores da Paz”. Crédito Fotos: Katia Velo Um dos maiores eventos de São José dos Pinhais, acontecerá no próximo dia 14, a décima edição do Carnaval dos Bonecos. Neste ano, uma edição comemorativa - 10 anos - o tema será: O mundo encantado do Carnaval dos Bonecos O Carnaval dos Bonecos diferencia-se pois é alegre, educativo, lúdico e tantas outras coisas, que não há como descrever só participando para sentir a magia. O “Carnaval dos Bonecos” não é “brincadeira de criança” . Trata-se de um trabalho sério que envolve várias áreas artísticas e técnicas, como pesquisa do tema (empolgante e educativo), desenvolvimento dos figurinos, produção das fantasias e dos bonecos gigantes, cenários, som, pessoal para organizar escalas de trabalho, enfim, uma equipe de profissionais altamente qualificados e experientes formada pela Cia dos Ventos. Os responsáveis pela Cia são Tadica Veiga e Joelson Cruz, sócios, atores, produtores artísticos, ela ainda bonequeira, figurinista e ele diretor de teatro, cenógrafo, iluminador e ambos são claro carnavalescos! Acontecendo sempre uma semana antes da data oficial do carnaval brasileiro, o Carnaval dos Bonecos de São José dos Pinhais promete ser uma grande festança popular, envolvendo pais e filhos, avós e netos, adultos e crianças. Vale a pena programar-se, pois este evento promete diversão na certa. O público que comparecer na Rua Veríssimo Marques, no dia 14 de fevereio, às 21h, vai presenciar 1.500 foliões apresentando um grandioso espetáculo artístico. Agende-se: Carnaval dos Bonecos. Dia 14 de fevereiro 15h Baile Infantil 21h Desfile Rua Veríssimo Marques (Praça Verbo Divino), em São José dos Pinhais. Maiores informações no site da Prefeitura de SJP www.sjp.pr.gov.br 10 anos de muita alegria!!!! 2000 – O Carnaval dos Bonecos 2001 – As marchinhas dos Antigos Carnavais 2002 – Sonho, Magia e Fantasia 2003 – Os 150 anos de São José dos Pinhais do Planeta Azul 2004 – Os 5 anos do Carnaval dos Bonecos 2005 – Uma Luz Chamada Leopoldo (Leopoldo Scherner) 2006 – Os Contos de Fada 2007 - Super-Herói, Um Sonho de Cidadania 2008 - Sonhadores da Paz 2009 - Edição Comemorativa - O mundo encantado do Carnaval dos Bonecos Serviço: Escola Livre de Teatro Av. Rui Barbosa, 8646 – Centro Tel.: (41) 3282-2222
por Katia Velo
por Katia Velo
From: http://www.guiasjp.com.br/opcoes.php?option=591&id_noticia=37370&id_canal=46&PHPSESSID=e99a04e2ec367e20d5feb0ac9d7f96ab
__________________
___________________________
15º FESTIVAL DE INVERNO DE ANTONINA - UFPR
Bonecos Gigantes A oficina pretende despertar no aluno o senso criativo através da técnica de construção de bonecos gigantes, além de oferecer uma forma diferente de comunicação teatral. O participante vai aprender desde a confecção até a manipulação. Ministrantes: Tadica Veiga e Joelson Cruz /PR Tadica e Joelson coordenam o projeto “O Boneco e a sociedade”, em São José dos Pinhais – PR, onde desenvolvem o tradicional “Carnaval dos bonecos”. Trabalham com teatro de bonecos há dez anos, montando espetáculos, ministrando cursos e oficinas e produzindo bonecos para inserção em espetáculos e programas de TV. E-mail: tadica@ibest.com.br e joelsoncruzster@gmail.com Número de vagas: 20 Horário: das 14h00 às 18h00 Local: APAE Material do aluno: 01 tubo de tinta spray; 01 bisnaga de tinta acrílica (branca, preta, verde, vermelho); 01 rolo de fita crepe; 01 litro de álcool; água para consumo próprio. Taxa de inscrição: R$ 35,00
__________________________________

Aniversário do Museu do Boneco Animado (São José dos Pinhais/PR)

26.10.08 | por Katia Velo [mail] | Categorias: Cultura
Joelson Cruz durante as comemorações do Museu do Boneco Animado. Crédito Foto: Katia Velo Museu do Boneco Animado em São José dos Pinhais, magia e encanto ao alcance de todos. Nesta última sexta-feira (24), a Prefeitura de São José dos Pinhais, através da Secretaria de Cultura, realizou várias atividades em comemoração ao oitavo aniversário do Museu do Boneco Animado.
[Mais:]
No Museu encontramos bonecos de vários tipos e tamanhos, feitos através de diversas técnicas como: fantoches, marionetes de fio, bonecos de dedos, bonecos gigantes, sombra javanesa, luz negra e muito mais. As escolas podem agendar visitas e as crianças terão a oportunidade de manipular e assistir uma peça teatral com os bonecos. Os bonecos do Museu do Boneco Animado são feitos por artistas bonequeiros do Paraná, da Companhia dos Ventos e pelos alunos da oficina de bonecos do Projeto O Boneco e a Sociedade que além de aprenderem todas as técnicas plásticas, são orientados sobre a manipulação, construção de cenários, além sobre informações teóricas sobre a arte milenar do Teatro de Bonecos. Localizado no Centro da cidade, o Museu do Boneco Animado é um local cheio de magia e encantamento, onde inúmeros bonecos estão expostos. Além de várias atividades, brincadeiras, pipoca, algodão-doce, houve também a participação da Banda Marcial de São José dos Pinhais sob a regência do maestro Jeferson Mauda. Informações: Museu do Boneco Animado Av. Rui Barbosa, 9201 – Centro Tel.: (41)3381-5914 Horário de visitação: segunda-feira a sexta-feira das 8h30 às 11h30 e das 13h às 17h, sábado das 9h às 13h. _______________________________

segunda-feira, 30 de março de 2009


Prefeitura de São José dos Pinhais tem o primeiro evento público contra a administração

Nariz de palhaço e roupa preta foi a imagem do protesto CREDITO: (Marcos Rosa Filho) Cerca de 50 estudantes e professores da Escola Livre de Teatro protestaram na última sexta-feira, contra a secretária municipal de Cultura, Elisete Farias, por falta de informações quanto ao futuro do programa O Boneco e a Sociedade, produto desenvolvido na cidade há pelo menos 12 anos. O jornalista Marcos Rosa Filho, do site http://www.pautasjp.com/ que cobriu com exclusividade o acontecimento diz que a “principal vitrine cultural do programa, criada pelos artistas Joelson Cruz e Tadica Veiga, é o Teatro de Bonecos, que tem como ponto alto o desfile que ocorre todos os anos uma semana antes do Carnaval.” E prossegue: “Fazem vários dias que ninguém sabe o que vai acontecer, e a secretaria não informa nada para os alunos, pais e professores, se o projeto vai acabar e alguma iniciativa nova será formatada. Estamos em um período de realização do Festival de Teatro de Curitiba, e dezenas de pessoas que eram alunos como eu, estão trabalhando no festival, portanto o projeto é válido. É um desrespeito com a arte e com os artistas”, disse Ali Freyer, professor de teatro. A falta de diálogo da Secretaria de Cultura em São José dos Pinhais ganhou uma simbologia, por meio do protesto de jovens pintados e de luto. 
______________________________________
 Caderno G - Gazeta do Povo
Abalados ainda pela incerteza que rondou a última edição do Festival Espetacular de Teatro de Bonecos, realizada de modo independente em julho, os artistas curitibanos que perpetuam a arte da manipulação estão unindo forças. Oito deles se reuniram em frente ao Teatro Guaíra, trazendo nas mochilas as criaturas pelas quais batalham, para pedir, em uníssono, a valorização do teatro de bonecos paranaense. Veja fotos do encontro e o abaixo-assinado que criaram pela continuidade do festival, que já acumula 18 anos de tradição. Leia mais sobre o assunto na edição impressa de hoje do Caderno G.
Albari Rosa
Albari Rosa / Marcelo Santos, Tadica Veiga, Jorge Miyashiro, Luiz Reikdal, Joelson Cruz, Renato Perré, Olga Romero e Tina de Souza: bonequeiros reunidos. Marcelo Santos, Tadica Veiga, Jorge Miyashiro, Luiz Reikdal, Joelson Cruz, Renato Perré, Olga Romero e Tina de Souza: bonequeiros reunidos.
 /
Albari Rosa
Albari Rosa / O bonequeiro Luiz Reikdal representa o Teatro Dr. Botica, a Cia. Sonora e o Miiller Teatro de Bonecos. O bonequeiro Luiz Reikdal representa o Teatro Dr. Botica, a Cia. Sonora e o Miiller Teatro de Bonecos.
 /





O Boneco e a Sociedade

Por
Marcelo Miguel
Quixote Art & Eventos
O projeto “O Boneco e a Sociedade” foi implantado no município de São José dos Pinhais/PR, região metropolitana de Curitiba, no ano de 1999, através de iniciativa da Prefeitura Municipal daquela cidade em parceria com a Cia. dos Ventos, grupo de teatro de bonecos do Paraná dirigido por Tadica Veiga e Joelson Cruz.
Através deste programa uma série de ações já foi implementada tais como o Museu do Boneco Animado, o primeiro do gênero no país, a Escola Municipal de Teatro – ELITE, o Carnaval de Bonecos Gigantes, além da própria revitalização e ocupação do Teatro Iguaçu e do Centro de Vivência João Senegaglia, em São José dos Pinhais entre outras ações.
Atualmente a escola de teatro municipal atende por ano em média, gratuitamente, cerca de 750 jovens com um curso de formação de três anos, enquanto o Museu do Boneco Animado, numa parceria com a Secretaria de Educação e através de visitas monitoradas recebe anualmente cerca de 15 mil pessoas.
Para a Secretaria Municipal de Cultura de São José dos Pinhais, Lucimar Zanon, o importante deste projeto e que ele não só trabalha no sentido de qualificar e capacitar a população local, como estimula a participação integrada entre a comunidade e o poder público local. 
Carnaval dos Bonecos
No último mês de fevereiro, o carnaval dos bonecos, realizado regularmente nos últimos sete anos, apresentou a maior escola de samba do Estado do Paraná, com cerca de 1.500 integrantes contando ainda com os carros alegóricos e os bonecos gigantes que participaram do desfile.
Todos os figurinos, adereços e alegorias foram confeccionados pelos alunos da escola municipal de teatro e pelos integrantes das oficinas de criação mantidas por este projeto. Foram aproximadamente 1.500 fantasias com os mais diversos detalhes.
São José dos Pinhais
O município de São José dos Pinhais é hoje um dos municípios que mais cresce no Estado do Paraná em virtude da chegada das grandes montadoras automobilística e da falta de espaço natural para a expansão populacional da capital do estado.
Assim, esta região apresenta hoje muitos dos problemas sociais inerentes aos grandes centros urbanos, mantendo, no entanto também, muitos dos costumes e tradições dos pequenos povoamentos e das pequenas cidades do interior do estado.
Por isso, o CENTRO CULTURAL JOÃO SENEGAGLIA abriga certamente o único teatro de toda região, sendo este o único espaço para espetáculos e para o atendimento de uma população de aproximadamente 300 mil habitantes além de suas outras funções e atividades.
A população dos bairros mais afastados de São José dos Pinhais, bem como, os alunos da rede pública de ensino do município, que ultrapassam a marca dos 40 mil alunos, as associações dos moradores, a comunidade em geral e até mesmo os integrantes de alguns sindicatos, já se habituaram em participar e utilizarem este espaço como referência na formação de artistas, técnicos e principalmente na formação de bonequeiros, principalmente após a implantação do projeto O Boneco e a Sociedade.
26/01/2008 às 00:00:29 - Atualizado em 19/07/2008 às 16:41:33

Folia começa mais cedo em São José dos Pinhais

Nájia Furlan
Foto: Anderson Tozato
Tudo está pronto para a festa de hoje à noite.
No meio de muita espuma, purpurina e fitas, os artesãos deram os últimos retoques na produção. Ontem, véspera do desfile da 9.ª Edição do Carnaval de Bonecos de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), o dia foi de preparação. As fantasias foram entregues e, às 18h, teve ensaio geral.
Mais de 50 artistas e alunos de teatro e outros tantos voluntários trabalharam duro por quase 40 dias. Hoje, às 21h, eles entram na Rua Veríssimo Marques com 1,6 mil foliões, três carros alegóricos, seis bonecos de chão e mais 23 personalidades gigantes.
Entre 15 e 20 mil pessoas devem assistir ao desfile que tem como tema Sonhadores da Paz. “A idéia é mostrar que esses somos todos nós, dentro da idéia da corrente do bem. Trabalhamos em cima de personalidades que, em algum momento, com gestos simples, fizeram a diferença e mudaram o mundo”, explica Tadica Veiga, coordenadora do projeto Boneco e Sociedade.
O Carnaval de Bonecos começou como uma interferência artística, uma brincadeira na rua, lembra Tadica. Esse tipo de festa durou dois anos. Nas edições seguintes, o público de 300 pessoas passou a 700, mil e, na última edição, chegou a quase 20 mil. “A partir da 5.ª edição, assumimos o formato que temos hoje. Escolhemos um tema, reunimos um grupo de pessoas e apresentamos a proposta para a Prefeitura, que dá o material e a estrutura. Nós cuidamos de toda a confecção e as comunidades locais se inscrevem para desfilar”, afirma.
Durante o desfile figuras importantes estarão representadas, como por exemplo Santos Dummont, Carmem Miranda, John Lennon, Bob Marley, Bono Vox, Mandela, Lady Di, Betinho, Zilda Arns e até João do Pulo.